Forte onda de frio chegará ao Brasil nesta semana

Após semanas com altas temperaturas, o padrão de inverno chegará em grande parte do Centro-Sul do Brasil. Uma queda abrupta no índice da Oscilação Antártica neste mês foi o principal empurrão necessário do sistema climático para que alterações significativas ocorressem.

Índice da Oscilação Antártica. (Fonte: NOAA)

Os modelos numéricos estão mostrando uma configuração clássica da corrente de jato para erupção de ar frio na América do Sul, incluindo o Brasil. Uma forte crista de alta pressão – ou recuo do jato para o sul – no Pacífico Leste é um cenário estratégico para o transporte de ar frio das altas latitudes a leste dos Andes.

Configuração da corrente de jato associada a onda de frio prevista para o Brasil.

A frente polar se configura no Rio Grande do Sul amanhã (19), mas nos dias posteriores o sistema se propaga para o norte alcançando o Sudeste, Centro-Oeste e o sul da Região Norte, provocando o fenômeno friagem. O próximo fim de semana será de frio nestas regiões, de forma mais intensa na Região Sul.

Baixas temperaturas previstas no Centro-Sul durante a manhã da sexta-feira (21).

Prevê-se que um sistema de baixa pressão de nível superior interaja com as baixas temperaturas e um pouco de umidade sobre a Região Sul, assegurando uma hipótese de neve entre a madrugada e manhã da sexta-feira nas serras entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, mas também sendo válida para o norte catarinense e sul do Paraná.

No entanto, existem incertezas com relação a essa neve, uma vez que há divergências entre os principais modelos globais para fatores importantes como o posicionamento da baixa pressão na atmosfera superior, além da falta de umidade. O modelo GFS sugere acumulados de neve superando 10 cm em parte de Santa Catarina.

Apesar da maior chance de neve ser ao longo da sexta-feira, a quinta-feira já amanhece com temperaturas sub 10 no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O resfriamento se agrava em direção a sexta-feira, que deve registrar temperaturas inferiores a 5°C nesses estados e negativas nas regiões serranas no amanhecer.

Região provável para ocorrência de neve pelas atuais previsões.

Os ventos frios de sul alcançarão também os estados mais ao norte. Em São Paulo, por exemplo, os termômetros caem no fim de semana. Com exceção da região litorânea, o interior paulista terá o amanhecer de sábado e domingo gelado, de modo geral com temperaturas na ordem de 10°C e até inferiores em várias partes, condição válida para o sul de Minas Gerais e triângulo mineiro, onde o frio deve ser mais forte nas regiões altas. No Rio de Janeiro a mudança no tempo será percebida a partir da quinta-feira, com tempo nublado, chuva e temperaturas em declínio.

Chuva acumulada prevista pelo modelo GFS até o dia 22 de agosto.

O mapa acima mostra a previsão de chuva acumulada até o próximo dia 22 associada com as mudanças dos próximos dias, com destaque para o centro-sul do Paraná que apresenta os maiores acumulados.

Para previsões do tempo e clima específicas para o seu negócio, entre em contato conosco pelo e-mail contato@temponline.com.br